Tudo, exatamente TUDO é questão de experiência
26 de setembro de 2018

Como migrar um site em WordPress – Sem downtime!

Seu site em wordpress está ativo e chegou aquela hora em que você precisa trocar de hosting?

Seja pela qualidade do serviço, capacidade do servidor ou até pelo preço que você está pagando. Uma hora ou outra você vai se deparar com esta situação.

Este processo muitas vezes temido é na verdade uma tarefa básica que só necessita de uma organização correta para que sua execução seja feita com o menor downtime possível. Melhor ainda é se pudermos realizar esta tarefa sem nenhum downtime.

Será que isto é possível? É claro que sim e provavelmente existem diversas alternativas para realizar esta tarefa. O jeito que ensinarei aqui pode não ser o mais fácil – porém nunca falhou pra mim e espero que seja útil para vocês também.

É necessário, obviamente, que você já tenha contratado um novo hosting e ele já esteja pronto para utilização.

Basicamente, são três aspectos principais que se deve levar em consideração:

  • Arquivos do Site
  • Banco de dados do site.
  • E-mails relacionados ao domínio.

É sempre bom, também, levar em consideração se o seu site utiliza alguma plataforma de automatização de funil de vendas como RD Station ou Lead Lovers por exemplo, que exigem redirecionamentos e subdomínios que devem ser reconfigurados em seu novo servidor de hospedagem.

Antes de começarmos a migração, vamos conhecer as ferramentas e procedimentos que utilizaremos, assim como as informações que você precisa saber:

Informações necessárias:

  • Dados de acesso a área administrativa de ambos hostings (atual e futuro);
  • Dados de acesso ao FTP de ambos hostings (atual e futuro);.
  • Qual banco de dados está instalado seu WordPress;
  • Qual o IP do servidor de seu futuro hosting;
  • Onde está localizado o arquivo de configuração de hosts de seu computador.
  • Contas de e-mail, ou servidor de mail exchange (no caso por ex de você utilizar o google como servidor de e-mails.)

Aplicativos necessários:

FileZilla: FileZilla é um exclente cliente FTP gratuito, utilizaremos este software para acessarmos o servidor de seu antigo hosting.

PHP MyAdmin: É um aplicativo online, normalmente acessado através do painel de controle cPanel ou outro tipo de área administrativa do seu hosting. Permite que você acesse, crie, modifique e faça backup dos seus bancos de dados SQL.

Configurações necessárias:

Configuração do arquivo Hosts: O arquivo hosts sobrepõe os DNS padrão da internet, permitindo que, localmente, domínios sejam apontados para IP específicos.

Configuração do arquivo wp-config.php: Em determinadas situações é necessário adequar o arquivo de configuração do WordPress para que ele seja direcionado para o banco de dados correto, onde vão estar todas informações da instalação WordPress.

Pronto para começar? Vamos lá.

Passo 1: Backup dos arquivos do servidor atual.

Acesse via FTP os arquivos do seu site em seu servidor atual. Você pode utilizar o FileZilla ou outro software de sua preferência. Este procedimento é bem simples. Crie uma pasta em seu computador e copie para dentro dela o diretório do servidor que estão os arquivos do seu site. Normalmente é a pasta /public_html/. Copie ela inteira para o seu computador.

Passo 2: Backup do Banco de Dados.

Acesse a área administrativa do seu servidor atual, e encontre a ferramenta PHP My Admin.

Localize o banco de dados em que você instalou o WordPress, normalmente sua hospedagem terá só um banco criado então dificilmente você terá dúvidas quanto a isso.

Na ferramenta PHP My Admin, selecione o banco de dados e vá na opção exportar.

Isto vai gerar o download de um arquivo .sql – guarde-o, ele é o backup do seu banco de dados atual.

Passo 3: Configuração do arquivo hosts.

Localize o arquivo hosts de seu computador. Antes de modificar, faça uma cópia dele e guarde em um local seguro.

Ao abrir ele, não modifique nenhuma linha que já existe no arquivo – apenas adicione ao fim dele a seguinte expressão

 IP.DE.SEU.NOVO.SERVIDOR   www.domíniodeseusite.com.br 

 IP.DE.SEU.NOVO.SERVIDOR ftp://ftp.domíniodeseusite.com.br 

Exemplo:

 120.32.245.10   http://www.ddz.digital 

 120.32.245.10 ftp://ftp.ddz.digital 

Ao realizar esta modificação, salve o arquivo hosts e reinicie seu computador.

Agora ao acessar seu site, você será direcionado para o seu novo servidor.

Passo 4: Upload dos arquivos de site.

Abra novamente o FileZilla, ou seu programa de FTP favorito, e acesse novamente o ftp de seu site, agora obviamente com os dados de acesso de seu novo servidor.

Se você seguiu os passos de configuração do arquivo .hosts corretamente, irá acessar o seu novo servidor via FTP e poderá colocar os arquivos que você salvou no Passo 1 em seu novo servidor. Substitua a pasta /public_html/ de seu servidor novo pela /public_html/ que você baixou.

Estamos quase lá, seus arquivos já foram reestabelecidos no novo servidor, porém sua instalação WordPress ainda não está conseguindo conectar com o banco de dados.

Passo 5: Reestabelecimento do banco de dados.

Acesse em seu navegador o painel de controle de seu novo hosting, e localize a ferramenta PHP My Admin.

Crie um banco de dados novo, preferencialmente com o nome idêntico ao banco de dados do seu antigo hosting. Se você lembrar a senha do antigo banco de dados – melhor – crie com a mesma. Caso você não lembre, sem problemas – cadastre uma senha forte e segura para este novo banco de dados e importe para dentro dele o backup do banco de dados do servidor antigo, que você realizou no Passo 2.

Agora, caso você tenha criado o BD com o mesmo nome, usuário e senha – sua instalação WordPress já estará funcionando corretamente em seu novo hosting.

Caso contrário, você terá que localizar o arquivo wp-config.php.

Este arquivo estará dentro da estrutura de pastas que você baixou do servidor antigo e restaurou no servidor novo.

O caminho para este arquivo normalmente é: /public_html/wp-admin/wp-config.php

Edite a parte do arquivo onde estão as credenciais de acesso ao banco de dados

Localize e modifique estas linhas de acordo com as informações que você registrou ao criar o novo banco de dados:

 /** O nome do banco de dados do WordPress */ 

 define('DB_NAME', 'nome-do-bd'); 

 /** Usuário do banco de dados MySQL */ 

 define('DB_USER', 'usuario-do-bd'); 

 /** Senha do banco de dados MySQL */ 

 define('DB_PASSWORD', senha-do-bd); 

 /** nome do host do MySQL */ 

 define('DB_HOST', 'host-novo-do-bd'); 

Pronto, se você seguiu corretamente as orientações até agora, seu site estará funcionando em seu novo hosting, como você modificou seu arquivo .hosts, pode testar seu site acessando o endereço dele em qualquer navegador.

Certifique-se de que está tudo rodando normalmente, se seus posts estão cadastrados, se os plugins e outras extensões do site estão funcionando corretamente.

Passo 6: Configurações finais.

Agora que seu site está funcionando em seu novo hosting, não esqueça dos últimos detalhes para que a migração ocorra sem erros:

E-mails

  • Verifique as contas de e-mail e caso necessário crie as mesmas contas que você tem na hospedagem antiga em seu novo servidor, para que não perca nenhum e-mail neste processo.
  • Recomendamos também utilizar um cliente de e-mail para baixar todas mensagens de cada conta e nada de utilizar o webmail até que a migração esteja completa – para que elas não se percam ao cancelar o contrato com o servidor antigo.
  • Verifique se os servidores smtp, pop, imap tem seus endereços diferentes em cada hosting – tenha em mente que pode ser necessária uma reconfiguração conta por conta de email caso os servidores mudem. Mas seus e-mails não serão perdidos.

Subdomínios e ferramentas de automação

  • Caso você utilize ferramentas como RD Station ou Lead Lovers – você deve reconfigurar em seu novo hosting os redirecionamentos CNAME para a plataforma – deste modo você nao interrompe suas páginas de venda e capturas e não previne seu site de continuar gerando resultados.

Passo 7: Reversão do arquivo.hosts e modificação dos DNS

Verifique tudo, arquivos, e-mails, redirecionamentos, etc.

Está OK? Então vamos para a parte final de nossa jornada.

Revertendo o arquivo .hosts

Primeiramente, vamos reverter o arquivo .hosts: Substitua o arquivo que você modificou, pela cópia de segurança salva. Isto irá fazer com que você acesse novamente o seu hosting antigo ao digitar o endereço dele em seu navegador.

Preste bem atenção – se tudo deu certo, você não notará diferença alguma pois realizou uma cópia perfeita do site em seu novo servidor de hospedagem.

Modificando os servidores DNS

Agora basta acessar o seu gestor do domínio. Para domínios .com.br o gestor é o registro.br, e alterar suas entradas DNS para o endereço do seu novo servidor.

O processo será rápido e indolor, pois você tem uma cópia exata dos sites em ambos servidores. Após a propagação dos novos DNS – seu site já estará rodando para todos os visitantes no seu novo servidor de hospedagem, sem downtime algum!

Parabéns, se você chegou até aqui e obteve sucesso, deixe seu comentário – o mesmo vale para casos em que você teve alguma dificuldade ou não entendeu algum passo.

Até a próxima.

ddz
ddz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *